3 alturas em que devemos usar pisos metálicos

Início » 3 alturas em que devemos usar pisos metálicos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Os pisos metálicos são muito utilizados em locais específicos com tráfego intenso de pessoas e veículos. Estes geralmente são incluídos na forma de estruturas de plataformas retas, mezaninos, canaletas…

Também são elementos fundamentais em instalações industriais, como siderúrgicas, indústria naval, petroquímicas, mineração, indústrias de alimentos e indústrias químicas.

A utilização dos pisos metálicos deve seguir algumas regras, especialmente em relação às situações em que serão instalados. No artigo de hoje vamos falar um pouco mais sobre estas questões.

Pisos metálicos: Conheça as principais características e em que situações utilizar

Os pisos metálicos são cada vez mais utilizados em diferentes segmentos do mercado. A procura por este tipo de piso dá-se principalmente pela sua praticidade, segurança, comodidade e baixo custo.

Além disso, são compostos por materiais leves, duradouros e de fácil manuseio. Isso torna-os alternativas muito interessantes especialmente no setor industrial, em áreas que precisam de escoamento de água ou outros líquidos, passagem de ar, poeira e luz.

Devido à sua versatilidade, os pisos metálicos podem ser instalados em qualquer tipo de superfície. Falamos por exemplo de estruturas de concreto, madeira ou metálicas.

Os pisos podem ser encontrados basicamente em duas variações: vazados e não vazados. Este último feito geralmente num tipo de grade com um componente de segurança antiderrapante.

Quanto às chapas que compõem os pisos metálicos, podem ser serrilhadas ou com barras lisas. A grade de piso serrilhada é indicada para áreas que necessitam de maior escoamento de produtos que contenham óleo na sua composição.

Já a grade com barras lisas, além de também possuir características antiderrapantes, é indicada para áreas com mais humidade.

Como são fabricados os pisos metálicos?

As grades de piso são compostas pelas barras principais, que são os elementos que determinam a capacidade de suportar carga. Além disso, são também compostas por fios de ligação que auxiliam na distribuição da sobrecarga nas barras principais.

Tais componentes são unidos através de um processo chamado de eletrofusão, que torna a peça uniforme e homogénea.

Esse processo é de extrema importância, uma vez que está diretamente relacionado com a  resistência de sobrecarga e durabilidade contra a ferrugem. 

A grade metálica que compõe o piso deve atender os seguintes requisitos para garantir segurança e qualidade:

  • Não haver possibilidade alguma de desconexão das malhas
  • Ausência de cortes, furos ou rasgos de encaixe entre os seus componentes

Estes requisitos são obtidos através de um processo de soldagem, que promove a união entre as barras e os fios de ligação.

Com a soldagem obtém-se um painel homogéneo, no qual as barras são mantidas rigorosamente na posição vertical, perpendicular ao plano de carga.

Para garantir resistência e durabilidade aos pisos, bem como eliminar pontos de oxidação é necessário que o processo de soldagem e forjamento seja feito com conexões firmes, sem cortes, furos ou rasgos de encaixe entre os componentes.

Em que ocasiões é recomendado o uso dos pisos metálicos?

Conforme mencionamos, os pisos metálicos são muito utilizados em diversos setores da indústria, e podem ser adaptados conforme a necessidade de carga a ser recebida.

Nesse sentido, é preciso observar fatores como a intensidade de tráfego e circulação, de pessoas ou veículos. Só assim é possível determinar a variedade de malhas e chapas metálicas a ser aplicadas.

Algumas das principais características dos pisos metálicos são:

  • Material maleável e de fácil manuseio
  • Luminosidade e ventilação
  • Superfície antiderrapante
  • Resistência às mais variadas intensidades de carga
  • Resistência a agentes atmosféricos
  • Nivelamento de piso
  • Baixo custo

Alturas em que devemos utilizar os pisos metálicos

As chapas de metal que compõem o piso metálico são altamente resistentes, e amplamente utilizadas em situações que necessitam o suporte de cargas elevadas. Alguns exemplos são:

1. Estruturas para pinturas de fachadas

Fachadas de prédios ou casas muito altas, quando precisam de ser pintadas ou até mesmo limpeza e manutenção, necessitam de estruturas que possibilitem o alcance do topo do edifício.

Essas estruturas, também chamadas de andaimes, são formadas por pisos metálicos, do tipo antiderrapante, para garantir a segurança do profissional durante o seu trabalho.

2. Passadiços

Os passadiços são estruturas que permitem a passagem externa entre edifícios. Os pisos metálicos são excelentes opções nesses casos. Isso ocorre devido à maleabilidade, que permite uma adaptação ao local.

3. Mezaninos metálicos

Mezaninos metálicos são plataformas ou andares intermédios, que podem ser construídos entre o piso e o teto de uma casa, por exemplo. Ou até mesmo a céu aberto, onde se pode subir, descer e transitar através de uma escada.

Essas estruturas são muito utilizadas no meio industrial, para criar patamares entre os diferentes setores.

O diferencial é a durabilidade e resistência dos pisos metálicos, que além de suportarem peso, também resistem à ação de agentes químicos ou atmosféricos.

Resumidamente estes pisos são muito versáteis e podem ser instalados em diversas situações. O mais importante é ter produtos de qualidade, garantindo a segurança na sua utilização.