Como funciona o processo de soldadura

Início » Como funciona o processo de soldadura
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A soldadura é um processo utilizado para a união de materiais, particularmente metais e ligas. É feito através da fusão quase imediata, seguida da solidificação dos materiais. É muito utilizado na indústria em geral, e serve para a fabricação e recuperação de peças, equipamentos e estruturas metálicas.

A aplicação é feita em pequenos componentes eletrónicos até grandes estruturas e equipamentos como pontes, navios ou carros. Neste artigo vamos explicar quais são os tipos mais comuns deste processo e como funcionam.

Soldadura: Quais são os principais tipos e como funcionam

Os processos de soldadura são bastante comuns em diversos ramos da indústria, como a construção civil, construção naval, aeronáutica e eletrónica.

As técnicas são utilizadas para unir peças, além de promover o revestimento ou a manutenção de uma infinidade de equipamentos e materiais.

Para que os diferentes processos sejam realizados com eficiência, o soldador deve conhecer alguns tipos e funções específicas dos equipamentos de solda. Isto porque cada um tem os seus objetivos e resultados particulares.

A seguir explicamos brevemente como cada um deles funciona.

1. Arco elétrico

O processo de soldadura por Arco Elétrico necessita de um eletrodo, material protetor para evitar a oxidação e contaminação do cordão de solda durante o estado líquido. Também é preciso uma fonte de tensão e corrente (responsável pelo fornecimento de energia para fusão e alimentação do circuito).

Os processos de soldagem a arco elétrico mais utilizados são com: elétrodo revestido, TIG, MIG/MAG e arame tubular.

2. Elétrodo revestido

Devido à facilidade deste processo, a solda com elétrodo revestido é o método mais utilizado pelos soldadores.

Oferece uma maior flexibilidade quando comparado aos outros tipos de solda e pode ser realizado em locais de difícil acesso ou mobilidade.

Além disso, há uma ampla variedade de elétrodos no mercado. Cada um contém a capacidade de produzir os próprios gases de proteção, o que torna dispensável a utilização de gases adicionais, reduzindo os custos do processo.

Este tipo de soldadura é utilizado na fabricação e montagem de diversos equipamentos e estruturas. Pode ser usado para soldar uma grande variedade de materiais, como por exemplo: aço inoxidável, ferro fundido, alumínio…

3. TIG

O processo TIG (Tungsten Inert Gas) produz uma solda limpa e de alta qualidade. Devido à sua eficiência, a chance de inclusão da mesma no metal de solda é eliminada, e a solda não necessita de limpeza no final do processo.

Em geral, este processo apresenta um excelente acabamento e menor risco de corrosão.

Pode ser usado para quase todos os metais e o processo pode ser manual ou automático.

É largamente utilizado para solda com alumínio e com ligas de aço inoxidável, onde a integridade da solda é de extrema importância. É também utilizado para juntas de alta qualidade em indústrias nucleares, químicas, aeronáuticas e de alimentos.

4. MIG/MAG

Processo muito flexível que proporciona soldagens de qualidade com grande produtividade, principalmente quando é comparado com processos manuais como elétrodos revestidos.

O processo ficou caracterizado como MIG/MAG, ou seja, MIG (Metal Inert Gas). É aplicado quando o gás de proteção utilizado para proteção da poça de fusão é inerte. Já o MAG (Metal Active Gas), é praticado quando o gás de proteção da poça de fusão é ativo.

De forma geral, este processo apresenta um bom acabamento, é de fácil operação, alta produtividade e baixo custo. Porém, pode ocorrer a presença de respingos e alta probabilidade de formação de poros.

5. Arame tubular

O processo de soldagem com Arame Tubular é bastante semelhante ao processo MIG/MAG, inclusive no que se refere aos equipamentos utilizados.

Porém, o arame utilizado na soldagem é tubular, sendo o interior preenchido por um fluxo, o que garante a este processo características especiais.

O arame é revestido e ocorre a alimentação constante como na soldagem MIG. Isto acaba por resultar numa solda de alta qualidade, com arco estável e baixo nível de respingos.

O uso deste tipo de solda tem aumentado significativamente nos últimos anos. As altas taxas de deposição e o desenvolvimento de novos consumíveis têm levado as empresas a migrar para este processo.

É importante ressaltar que independente dos processos de soldadura adotados, é fundamental que seja realizado por pessoal capacitado. Isto porque é importante seguir todas as regras de segurança quanto ao uso de equipamentos de solda.